Sobre mim.

quarta-feira, maio 18

Change.



Foram tempos lindos, nunca irei negar isso. Chegávamos a casa, com o som dos carros intermitentes a passar, e com o sol a pôr-se connosco. Não eramos nada um sem o outro, e todas as noites nos acomodavamos como se fossemos um só. Fazíamos o jantar, tu deliciavas-te com os meus preparos, e eu com os teus morangos cobertos de chocolate, os quais tu me davas e do qual tu me tiravas sempre um beijo. Não vou negar, foram as melhores noites de sempre. De manha, já tudo tinha passado, e só pedia que tudo se voltasse a repetir. Tu acordavas sempre primeiro e as tuas mãos passavam levemente pelo meu rosto como se tivesses a admirar um anjo. Sei disto não porque me o disseste, mas porque mesmo a dormir, eu sentia-te em mim, porque na realidade os olhos não são nada. Levantavas-te silenciosamente, ias para a cozinha, e preparavas-me o pequeno almoço. Devia ser tão bom, e digo isto porque nunca o cheguei a provar. Os raios de sol interpelavam pela janela, eu acordava e via-te ali, como um principe que vem salvar a princesa no cimo da torre. Vinhas com a bandeja na mão, mas eu nem dava conta dela. A minha visão focava-se em ti , fazia esquecer o espaço, ou até a maneira como os pássaros naquele dia cantavam. Eu abraçava-te como se fosse a primeira vez, e aí tudo começava. Conhecias a minha pele melhor do que ninguém e fazias de tudo para a conhecer melhor. Não achava isso exagero, ganancia, ou até outro sentimento prejurativo. Achava isso lindo, como quando uma borboleta se floresce e se demonstra mais esbelta do que sempre. E depois chegava a tarde, onde cada um cumpria as suas tarefas , e no fim, voltavamos sempre para casa. Era noite e sem falhas ou erros, era tudo igual. A rotina apoderou-se de nós, e fez com que o que era sempre único e especial se metamorfosea-se em algo esperada e planeado. Foram tempos realmente lindos, acredita

terça-feira, abril 26


Isso, toca para mim outra vez. Fá-lo como fazias antes e entrega toda a tua simplicidade, humildade e dedicação em cada corda vibrada . Toca para mim, transpõem as notas dadas, cria novos sons, extingue o silêncio, e faz-me sentir num mundo à parte. Canta e pega na minha mão para sentir o vibrar das tuas cordas, o tremor da tua garganta, o amor no teu coração :$ Faz enternecer as pedras, faz eternizar os momentos, e faz-me escutar como se fosse a ultima canção de sempre. Toca, canta e faz-me feliz 

segunda-feira, abril 25

Sabes que mais? acabou. Estou farta de ser a segunda escolha, farta de te ajudar sem ter retorno, farta de fazeres de mim uma boneca, farta te chamar e fingires que não me ouves, farta de receber algo forçado, farta de viver à espera que te decidas lembrar de mim, farta dos teus jogos, farta do teu desprezo e do teu egocentrismo.  Deixas que as outras pessoas te manipulem, façam de ti o que querem e deixas as outras de lado. Depois quando as coisas te correm mal, vens a correr buscar o que deixaste no fundo do armário. E agora, se a boneca ganhar pernas e fugir? tu ficas fodido e ela começa a sorrir (; afinal, nunca te conheci.

sábado, março 19

(segundo dia: nove coisas sobre ti)


1. Nunca deixo ninguém sozinho.
2. Sou teimosa, orgulhosa, rancorosa, e má, para quem o merece.
3. A música e a natação completam-me.
4. ADORO chocolate.
5. Quinta, Sexta e Sábado são os meus dias .
6. Não me fazem de parva facilmente.
7. Já fugi por amor.
8. Tenho 3 furos e adoro brincos (;
9. Odeio agua fria --.
(Primeiro dia - Dez coisas que tu gostarias de dizer a dez pessoas diferentes agora)

Gonçalo Eduardo: és o melhor amigo, és tudo o que eu tenho de melhor na vida, és a minha VIDA ! Nunca te vou perder, nunca te vou largar a mão, nunca . 
' quando a boca se cala, o coração fala ' :$$$

Gonçalo Nuno: Apenas tenho a dizer que és o primo mais fofinho que eu tenho <3 a       cada dia surpreendes-me mais, és capaz de me fazeres rir, quando simplesmente só me apetece chorar :s OBRIGADA por tudo amorlindo !

Ângela: Apareceste na minha vida, como por magia :$ neste momento, és essencial e és das pessoas em que mais confio . Amo-te muito minha gé (L)

Maria José: Zézinhalinda *-* Sei lá, tanta coisa que dissemos uma à outra, tanta coisa que passamos juntas, tanta ! Gosto muito, muito de ti, sabes bem (;

Inês Margarida: Sem ti, secalhar hoje não estaria onde estou, a minha vida era muito diferente. Carro, cobertores, MÚSICA, Fotografias, Noites, tudo ! és como uma irmã, nunca te esqueças 

Sofia Alexandra: Foi preciso algum tempo para te conhecer, mas vai ser preciso muito, muito mais para te tentar esquecer :$ Nada vai ser esquecido, minha miúda*

Mariana Isabel: és linda meu amor, linda ! Sempre partilhamos coisas que nunca ninguém vai imaginar. Choramos, rimos, dançámos, cantámos, TOCÁMOS, juntas, 
sempre juntas :$ és minha irmã, e isso basta !

João: Não começamos da melhor maneira, e não estamos a ir da melhor :s mas que interessa a forma se aquilo que sinto por ti é lindo e único ? :$ Nada apaga o passado, mas o que importa é o presente, e ainda mais o futuro, esse que vai ser sempre a teu lado. Apesar de tudo, gosto muito de ti (l)

Sofia Teixeira: Bem, sem ti não viveria. Os teus beijos molhados, a tua loucura, os teus atributos, a tua imaginação, a tua arte, os teus abraços, o teu carinho, tudinho, está cada dentro ♥ e para sempre chinesinha <3

Daniel: À pouco tempo que nos conhecemos, mas já me apeguei a ti . Não resisto sem te mandar uma msg, sem te ligar, sem te ver, sem ti :$ Ficas sempre aqui, que eu sei (;


(ninguém tem ordem !)  

Desafios (;

Bem, depois de pesquisar em vários blogs, vi alguns desafios interessantes. A partir de hoje, vou publicando alguns (:

segunda-feira, março 14




Sabem uma coisa? Estou um bocado farta. Não quero saber se é alta, baixa, morena ou loira. Não preciso que me encubram, que me protejam, que me escondam dos perigos. Eles vêm ter comigo, e eu também não fujo muito deles (; Falo mal, critico nas costas, sou simpática quando me convêm, sou antipática quando não está. Admito, e não preciso de esconder nada. Sei que também o faz, que me forma uma fama invejável, pelo mal e pelo bem. Eu também o faço, e não a julgo por nada. Mas mais do que criticar as roupas, os estilos, os penteados, as malas, eu falo das atitudes. Enerva-me ver pessoas sair magoadas de historias das quais nunca deviam ter pertencido, mas graças à covardia e esperteza de outros, elas lá estão. Mas claro que tudo isto, eu não posso fazer nada. Apenas consigo tirar disto tema de conversa. Assim, não é tão mau, mesmo continuando a enervar-me e a vulgarizar certas pessoas. A sensação é a que quase toda a gente sentiu até hoje: uma enorme raiva que teima em sair, mas que nós temos de conseguir prendar cá dentro, quando essa pessoa está. Sim, sou mentirosa, falsa, má, estúpida, manienta, para quem assim o merece (; E sim, é tudo muito pessoal, e não me importo de mostrar ao mundo quem ela é. Abri os olhos, não sei bem como, e só espero que toda a gente os abra. Melhor do que eu, ou do que outra pessoa, o tempo vai encarregar-se de mostrar a pessoa em que se tornará, as atitudes más que teve, o futuro que lhe reserva. Não sou bruxa, vidente, ou outra incrível figura, mas até posso adivinhar que não vai ser sorridente. Cada um, colhe aquilo que plantou, simplesmente :$

segunda-feira, março 7



Era cidade, de dia, e fazia um frio incontrolável. Nada romântico para quem só pede praia, mar, o som vibrante das gaivotas, esvoaçante roupa branca, simplesmente pura. Não, nada disto existia. Existia rotina, pessoas maldosas, inveja, ignorância, desprezo. Tudo isto nas ruas daquele lugar, desenhados e transcritos por alguém com uma raiva tão grande, capaz de destruir tudo. Mas mesmo assim, ele era superior a tudo isto, e era contemplado, como no paraíso. Se estamos com o tal, se estamos com aquele que nos faz feliz, o sítio não importa, o momento muito menos, e as condições são completamente postas de parte. Não vemos nada, fechamos os olhos, e sentimos o que de melhor o mundo tem para nos dar: o amor. E no fim, percebemos que o único movimento perpétuo que sentimos, é o do nosso coração, bater em sintonia com o dele. Simples, sem grandes adornos, e inesquecível.

sexta-feira, março 4



Agora, nada existe. Foi tudo ilusão, na verdade uma grande desilusão. Se aconteceu há tanto tempo atrás, deveria ser esquecido, espezinhado, completamente diferente. É pena é que as coisas não sejam sempre como nós queremos, enfim :c Agora olho, e acho que nunca vou conseguir ficar indiferente a tudo. Vou-me lembrar, vou-e interrogar ou até sacrificar por algo que antes não tinha qualquer lógica de o ser, e que agora percebemos o seu verdadeiro motivo. Que posso mais escrever, dizer, fazer? Não, não há nada que eu possa fazer. Esperar, esperar que o vento leve tudo, esperar que as folham caem, que as flores murcham, e ficar a olhar para elas enquanto crescem e florescem mais lindas do que nunca. O passado não é tormento, passado é lição de vida . Por isso é que quando olhamos para ele, não podemos desacreditar nele, mas sim pedir para que ele volte a acontecer :$ Simplesmente, passou , e deixou saudade

quinta-feira, março 3

Sofia, 20h49, 1/03/11: Eu amo-te tanto de uma maneira tão diferente. Juro que se houvesse uma palavra que descrevesse o que sinto, eu utilizava porque cada um é único e tu ñ serás excepção $: amo-te com o verdadeiro sentido da palavra meu amor, amo mesmo (l).
Carol, 20h55, 1/03/11 : Sim, admito e não tenho problemas em dizê-lo ao mundo: És das pessoas que eu admiro mais e pela qual eu sinto mais ORGULHO por tudo aquilo que fizeste, que fazes e que irás fazer :$ se pudesse, mandava inventar novas letras, construía palavras perfeitas e descrevia simplesmente aquilo que sinto por ti: amizade, carinho, admiração, amor de irmã (l) tanto tempo que se passou, e que me mostra, a cada dia que passa, que não criamos laços de escola, de momento, mas sim para toda a nossa vida, quer sejamos inúteis, tristes, quer sejamos imperfeitos, quer tomemos rumos para a nossa vida diferentes :$$$ amo-te muito minha miúda*







Como podem ver, nada disto foi planeado, nada disto foi pensado, aconteceu naturalmente, como o amor que sinto por ela :$
Amo-te muito , minha sofia